sábado, 23 de dezembro de 2017

Luz Eterna do Mundo





“Falou-lhes, pois, Jesus outra vez, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida”.

  Gosto muito dessa época do ano, pois vejo a cidade e as casas sendo enfeitadas com luzes e brilhos. Tenho consciência que muitos estão focados somente no lado comercial desse evento, porém, aos Cristãos convictos, essa data simboliza o nascimento daquele que é o farol eterno para conduzir o homem à salvação. Sei também que para nós que cremos em Jesus, esse dia em que comemoramos o seu nascimento se repete nos 365 dias do ano, pois seu nascimento trouxe a nós a certeza da Luz diária e eterna. Essa data é um marco para que a humanidade entenda que Jesus é o Aniversariante Eterno e que Ele está presente todos os dias, iluminando nosso caminho. Ele desceu para entregar-nos sua Luz, portanto, nós passamos a ser os replicadores dessa Luz para que o mundo não pereça na escuridão.

   O grande desafio é que as pessoas entendam e realmente abram o seu presente. Não escondam a Luz verdadeira, pois sob essa Luz, toda a escuridão desaparece. Em tempos difíceis, falamos que precisamos ver a luz no final do túnel, porém, essa busca é de uma luz passageira, fugaz. Quando encontramos a Luz Eterna, o brilho da vida será maior e veremos o invisível: O agir de Deus. Como disse Billy Graham: “ O maior acontecimento da história não foi o homem subir e pisar na Lua, foi Deus descer e pisar na Terra”. Se não entendemos isso, não entendemos o Natal. Não guarde mais seu Maior presente fechado. Deixe sua Luz entrar no teu coração e ali, através do teu sangue que se mistura com o Dele, o Brilho resplandecerá em tua vida e na vida dos outros.

   Muitos citam duas frases interessantes sobre a Luz, uma atribuída ao físico mais conceituado da atualidade, Stephen Hawking: “Vida após a morte é conto de fadas para quem tem medo do escuro'‘; John Lennox, um matemático conceituado e filósofo das ciências diz: “O ateísmo é um conto de fadas para as pessoas com medo da Luz”. A escuridão não predomina sobre a Luz, pois ela (Luz) a elimina. Portanto, o Natal, com todas as suas luzes, de maneira simbólica, vem mostrar mesmo aos não crentes que um dia um menino nasceu e Ele carregava e distribuiu e continua distribuindo sua Luz, que nunca se apaga. Com um detalhe que não podemos esquecer: hoje, ele nos comissionou para transmitirmos essa Luz a todos que não a conhecem. No sermão do monte Ele disse: “Vos sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte.” Mateus 5:14. Nesse Natal, vamos apontar para a Luz verdadeira: Jesus.

Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens.
E a luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam.
-- 


2 comentários:

  1. Como sempre seus escritos nos levam a refletir.....muito lindo

    ResponderExcluir
  2. minha Amiga postou uma foto da sua Hannukia com todas as velas acesas e na parede da pra ver a sombra de tudo, menos das flamas....interessante, ne?

    ResponderExcluir