quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Asas Inspiradoras

“Mas os que esperam no Senhor renovarão as forças, subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão” Isaías 40:31



Esse versículo milenar traz uma verdade que inspirou muitos a se animarem e ganharem uma energia extra “vinda do alto”; pois Deus orienta todos aqueles que esperam no Senhor a clamar para receber novas forças como as águias. Mas tem algo maravilhoso e que muitos podem não saber; é que o tipo de asa das águias foi inspirador para que técnicos da indústria aeronáutica pudessem mudar os formatos das asas do avião. A NASA já pensava nisso desde os anos 60, porém, no início dos anos 90, o engenheiro Joe Clark trabalhou no projeto e hoje quase todos os jatos possuem esse tipo de asa (winglets) baseado no formato da asa da águia.  Por essa razão os aviões podem ter uma envergadura de asa menor, gastando menos combustível; (bilhões de litros a menos por ano) porém, suportando maior carga.
  As pontas das asas dobram ficando quase que em vertical, e esse “detalhe” propicia uma economia de energia e a possibilidade de levar mais carga. O versículo mostra que o Senhor renovará nossas forças para subirmos com asas como de águias; teremos mais energia, os pesos não nos fatigarão. Jesus fala para irmos a Ele quando estivermos cansados pelas cargas que Ele nos aliviará. Será que o formato das asas da águia surgiu do acaso? Não, definitivamente não. A criação de todas as coisas foi perfeitamente idealizada por Deus. O que parecia um mero detalhe na asa de algumas aves é muito mais do que isso. Na nossa vida não há acaso e sim a presença constante e maravilhosa da mão de Deus, nem um detalhe é aleatório.
  Voltaire disse: “O mal tem asas, e o bem anda a passo de tartaruga”. Nós, que conhecemos a Cristo e procuramos andar nos seus caminhos, precisamos pensar nessa colocação; pois, se os que confiam no Senhor subirão com asas como as águias, o bem tem que ser mais veloz do que o mal. É a maneira de nos posicionarmos diante de um mundo caótico onde o mal parece predominar, a Luz de Cristo tem que brilhar. 
Todo o peso e as quedas pessoais tendem a nos deixar no chão, cansados, e isso me faz pensar que a maneira mais eficiente de nos posicionarmos diante destes fardos que nos levam à perda de “altura espiritual”, é levantarmos os braços em louvor a Deus e esperarmos n’Ele. Esse “detalhe” é fundamental para voarmos com asas de águia e não nos fatigarmos.
“Quanto mais eu estudo a natureza, mais eu fico maravilhado com as obras do Criador. A ciência me aproxima de Deus”.      Louis Pasteur




Nenhum comentário:

Postar um comentário