sábado, 18 de outubro de 2014

Descendentes de EVA.

Criou, pois, Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. Gênesis 1:27

Há vários anos tem saído reportagens e estudos científicos que demonstram através de estudos do DNA que todos descendemos de uma Eva e um Adão primordial. Porém, com enfoque somente cientifico apoiando, ou pelo menos tentando apoiar, a evolução. Esse enfoque era esperado em se tratando de estudos científicos, pois, se sentem menores, cientificamente falando, se colocarem Deus nessa “equação”. Nem todos agem assim, por exemplo: Francis Collins, diretor mundial do projeto Genoma, escreveu um livro: DNA a linguagem de Deus. Ele é um cristão convicto e assim milhares de outros agem igualmente. Vejam uma frase dele: “Uma das grandes tragédias de nosso tempo é a impressão criada de que ciência e religião precisam estar em guerra.” 
Mas o que eu quero aqui é mais uma vez trazer à luz aquilo que as Escrituras sempre trouxeram e a ciência aos poucos vai desvendando. Mais uma vez, a conclusão é que todos nós (os 7 bilhões de seres humanos da Terra) tivemos origem de uma única mãe e um único pai. Isto está ligado ao nosso DNA; um pedacinho específico do DNA da primeira mulher e do primeiro homem estão impregnados no nosso núcleo celular. Dentro do núcleo de nossas células estão os cromossomos que trazem todos os genes que possuímos e com eles a marca da criação; todos nós viemos de um casal feito por Deus. Será que observando dessa maneira não podemos entender que herdamos o pecado original de Adão? Será que podemos entender que de geração em geração tal DNA se manteve, e nos faz lembrar que tivemos um criador? Veja o que diz o salmista: “Eu te louvarei, porque de um modo tão admirável e maravilhoso fui formado; maravilhosas são as tuas obras, e a minha alma o sabe muito bem. Salmos 139:14

Viemos da Terra e dela fomos formados, porém, essa matéria terrena à Terra voltará, mas meu espirito com Deus viverá. Se por um homem entrou o pecado, por outro – Jesus - entrou o perdão e o pagamento da dívida que tínhamos. Essa dívida está inscrita no âmago do nosso ser, porém, o que crê em Jesus sabe que sua dívida foi paga. Vejamos em Col 2:13 e 14: ” e a vós, quando estáveis mortos nos vossos delitos e na incircuncisão da vossa carne, vos vivificou juntamente com ele, perdoando-nos todos os delitos; e havendo riscado o escrito de dívida que havia contra nós nas suas ordenanças, o qual nos era contrário, removeu-o do meio de nós, cravando-o na cruz...”

Gostaria de terminar esse artigo com uma colocação: Adão pecou no paraíso, porém Jesus venceu o pecado no deserto. Que possamos entender que não é por condição econômica ou social ou ambiental que erramos, mas sim por termos impregnados em nós a herança de Adão e Eva. Porém, Jesus veio para inibir que essa condição se aflore em nós. Se pensarmos em genes, muitos têm genes que induzem ao crescimento de canceres, porém só em alguns o câncer aparecerá. Do mesmo modo, temos resquícios do erro de Adão mas esse erro foi lavado com sangue, o sangue de Jesus na cruz, e isso nos deixa alvos como a neve.

Um comentário:

  1. Parabéns! Que Deus continue abençoando você e a sua família.

    ResponderExcluir